As Irmandades da Misericórdia tiveram o seu início no tempo da Rainha Dª. Leonor. Foi ela, com o incentivo do seu confessor, Frei Miguel Contreiras, a impulsionadora e fundadora da Misericórdia de Lisboa.

A oficialização destas Instituições pertenceu ao Rei. Foi o Rei D. Manuel que no dia 15 de Agosto de 1498 aprovou e publicou o Compromisso da Misericórdia de Lisboa. A partir desta data surge um movimento da alcance nacional que leva ao aparecimento de Misericórdias nos centros populacionais mais importantes do País.

A Misericórdia do Sabugal tem origem neste movimento, porém a falta de documentos históricos não nos permite averiguar a verdade. Uma das referências históricas que encontrámos está na “Memória Paroquial do Sabugal – Paróquia de S. João Baptista de 1758”: 

 

“Tem Caza da Misericórdia fundada na Igreja de S. Miguel, que algum dia foy parochial desta Vila, cuja instituição hé do tempo de El Rei o Senhor D. Manoel que lhe deu o Cumpromisso, assignado pella sua Real Mão no anno de 1526; e tem renda annual commumente, 2000.000 reis... Tem Caza de Hospital, administrada pella Mizericordia...”

 

Costa Goodolphim que, na sua obra “AS MISERICÓRDIAS”, publicada em 1897, ocupou-se do tema logo para os seus primeiros tempos, inventariando por zonas as primeiras que foram conhecidas. No actual distrito da Guarda, segundo o mesmo escritor, existiam “Ceia, Celorico, Fornos, Gouveia, Guarda, Linhares, Melo, Pinhel, Sabugal e Trancoso”.

Se levarmos em conta a informação do pároco de S.  João Baptista de 1758, a Misericórdia de Sabugal teria sido fundada antes do ano de 1521, ano da morte de D. Manuel I, somos levados a concluir que a data da fundação da Misericórdia de Sabugal terá sido no ano de 1516, um ano após ter dado o Foral ao Sabugal, pelo que a diferença das datas ficará a dever-se a um erro de escrita ou leitura.

À semelhança de muitas Irmandades de Portugal, também a do Sabugal teria tido origem numa Confraria já existente que se dedicava à manutenção de Albergaria ou Hospital existente e a quem a Rainha Santa já dera impulso.

A finalidade da Misericórdia é estar junto, acompanhar e auxiliar os necessitados. Esteve presente noutros tempos, com outras necessidades, está hoje e estará amanhã com as necessidades de cada tempo.